sexta-feira, 8 de outubro de 2010

#3 LETTER TO YOUR PARENTS


São poucas as palavras que dirijo a vocês os dois. Sei que devia de homenagear várias vezes o  papel essencial que representam na minha vida. Não o faço. Não pelo facto de serem as últimas pessoas em quem penso. Não é verdade. Não seria o que sou hoje sem o vosso apoio e sem todo o vosso reconhecido esforço. São capazes do impossivel para me proporcionarem tudo o que mais anseio nesta minha longa caminhada a que chamo vida. Tudo para me verem feliz. São as pessoas que mais me protegem e aquelas que de igual forma lutam pelo meu bem-estar. São meus pais, é verdade. Mas muitos não se esforçam uma milésima parte daquilo que vocês se esforçam para me proporcionarem uma vida mais fugaz. E desculpem-me. Perdoem-me se por vezes não sou uma boa filha. Aquela que vocês queriam que eu fosse. Sei que me exalto com facilidade e que resmungo a quase toda a hora. Não é por mal. Devia de me controlar. Mas é dificil. Acreditem que quando me deito penso sempre no quanto fui injusta com vocês, meus preciosos pais. São o meu orgulho, em tudo. São a minha vida. E eu devo-vos tanto. E tenho essa consciência. Consciência de que merecem todo o meu amor e carinho. E não duvidem do amor que nutro por vocês, minhas reliquias. Amo-vos intensamente. Exageradamente. De coração e alma.

Ps1:. Mãe, eu não consigo viver sem ti.
Ps2:. Pai, estou com imensas saudades tuas. Volta rápido, por favor.

61 comentários:

  1. sabes? também devia dizer umas certas coisinhas aos meus pais (:

    ResponderEliminar
  2. obrigada amor. que linda que está!

    ResponderEliminar
  3. grande carta,
    gostei do teu blog :)

    ResponderEliminar
  4. Adorei, até me vieram as lágrimas aos olhos :'$

    ResponderEliminar
  5. oh não tens de agradecer meu anjo. eu gosto do teu blog e na maioria das vezes identifico-me com os teus textos e gosto de ajudar, mais nada :)

    ResponderEliminar
  6. a serio amor, eu não gosto de obrigados. posso-te perguntar uma coisa? sorris, nem que seja durante um segundo? para mim isso chega :') <3

    ResponderEliminar
  7. obrigada amor.
    este tambem está linda *.*

    ResponderEliminar
  8. aii, não digas isso. sê masé feliz, pronto :D

    ResponderEliminar
  9. nem chego aos teus calcanhares minha querida $:

    ResponderEliminar
  10. onde esta te pai amor ?:/
    estou e estarei aqui sempre , para o qe precisares (;

    ResponderEliminar
  11. Olá, Catarina...
    Navegando pela internet, me deparei com seu Blog.
    Muito bom mesmo... Parabéns!
    Queria só de cumprimentar mesmo pelo trabalho, suas idéias e seu bom gosto...
    Estou te seguindo.
    Saudações,
    EDU (http://edurjedu.blogspot.com)

    ResponderEliminar
  12. Olha, hoje eu peço perdão do fundo do coração, mas só vim mesmo avisar que como o meu blog http://lenjob.blogspot.com está completando CINCO ANOS eu postei lá DEZ POEMAS novinhos de presente e aguardo sua visita prometendo voltar aqui para degustar do seu.

    João Lenjob.

    Rosas Vermelhas
    João Lenjob

    Foi a alegria que tanto me deu
    E das juras que fizemos porém
    Das rosas vermelhas que eu lhe dei
    Num buquê as promessa tão cheias de amor
    Do presente o sorriso sincero tão bom
    Da alegria que me ensinou a viver
    E da vida que só eu pude dar.

    Da pureza do encanto que sentimos
    A inocente ternura que nos rodeava
    nos mais nobres momentos que soubemos estar
    Viver.

    Nas rosas vermelhas da vida
    O amor nunca fora escondido
    Um segredo vale tanto
    O brinquedo em encanto de nunca perdido
    Viver, você
    Perpetuamente num jardim de rosas vermelhas.

    ResponderEliminar
  13. Apetece-me imenso admitir. mas ele nao quer... diz que é muito cedo

    ResponderEliminar
  14. Eu gosto tanto dos meus pais, mas o meu feitio, nunca foi de andar aos abraços, beijinhos. Beijinhos e abraços são para a minha afilhada e para o meu namorado. Os meus pais nunca foram de mimos. Mas às vezes dou por mim a pensar… eu nunca lhes digo o quanto são importantes na minha vida.
    Beijinho querida.

    ResponderEliminar
  15. Sabes eu também tenho muito muito medo, todos temos :x está linda o que escrevs-te aqui, para os teus pais ! concordo com a GF sou tal e qual como ela, nunca fui de mimos nem de caricias só mesmo ao meu namorado e a minha prima pequenina, e não me lembro da última vez que por livre vontade chegei ao pé da minha mãe e lhe disse o quanto a amava e a abraçei o mesmo para o meu pai, não me lembro e isso ás vezes fica a pairar no meu pensamento. mas no fundo sei que eles sabem o quanto os amo, mesmo que não o diga constantemente. mas a verdade é que já vem do meu feitio. beijinhoos fofinha

    ResponderEliminar
  16. Fico contente por sabe-lo querida :)

    ResponderEliminar
  17. Estou mesmo tapada por matéria. E estudo todos os dias.

    ResponderEliminar
  18. Princesa, é tão bom saber essas coisas *.*

    OBRIGADA, AQUI ESTAREI *

    <3

    ResponderEliminar
  19. Podes querer fofinha, é bem verdade são eles que mais nos amam, é um amor incondicional, que façamos o que fizermos estaram sempre do nosso lado, para nos proteger e mesmo que viremos o nosso mundo do avesso e sejamos alguém completamente diferente eles vão continuar a amar-nos da mesma maneira, porque o amor de pais nunca muda :$ beijinho querida !

    ResponderEliminar
  20. eu também, querida. mas infelizmente o primeiro tem sido um pouco mais frequente. mas tenho feito com que isso mude (:

    aproveito para dizer que o texto está muito bonito. os nossos pais são realmente a coisa mais preciosa que temos na vida, e aqueles que lutam por nós e nos amam de verdade!

    ResponderEliminar
  21. obrigada meu amor :$ ai juro que amo a música que aqui tens, deixa-me super notalgica, vá aquece-me muito o coração (': beijinho !

    ResponderEliminar
  22. que blog tão acolhedor :$
    obrigada querida*

    ResponderEliminar
  23. Que bom saber isso meu amor (': gosto de te fazer sorrir ! és de onde meu bem ?

    ResponderEliminar
  24. obrigada minha princesa. mas é mesmo tudo o que eu mais quero.. que tudo passe !

    ResponderEliminar
  25. Sou de lisboa meu bem (: já viste, estes nossos cantinhos fazem-nos conhecer gente de todos os cantos do mundo, mas não conhecemos o lado superficial de cada um, mas sim o seu interior, o mais profundo :$ beijinho amor <3

    ResponderEliminar

Abre o teu coração e exprime-te com as palavras que dele chegam (: