terça-feira, 15 de março de 2011

Escrita, a minha forma de viver .



Com as tuas reconfortantes, deliciosas e afectuosas palavras pediste-me para voltar a escrever. Eu aceitei esse teu pedido irrecusável. Eu própria tenho saudades deste meu bonito aconchego de noites frias e de dias exaustivos. Existem alturas em que me faz falta cravar umas quantas palavras neste meu espaço. O desejo e a necissade é muita. Já sou dependente das palavras mais doces e amargas que consigo expressar sem restrições. Sou o que realmente quero ser e o que simultaneamente sinto. Não tento fingir nem omitir. Não defendo a subjectividade nem o preconceito. Sou eu em consciência plena e amor próprio. Carinho e respeito pela minha história de vida e pelo meu doloroso e ao mesmo tempo longo processo de aprendizagem. É nas palavras que vejo a solução para o alivio da dor que as circunstâncias da vida me proporcionam. É nelas que tento reencontrar a força que outrora estava entranhada em abundância nas veias do meu sangue e nas paredes do meu coração. Tento-me reconhecer entre linhas e entrelinhas, entre paragráficos e pontuações. Adjectivo-me e metaforizo-me. Sou excêntrica e simultanemaente simples. Gosto do que sou quando me expresso sem medos nem omições. E por todas estes factores revelados e repensados, obrigada a ti e a todos os meus queridos seguidores, por gostarem do que amo fazer: escrever!


ADORO-VOS!

32 comentários:

  1. Ainda bem, porque tu escreves realmente bem :)

    ResponderEliminar
  2. VOLTASTEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!
    sabes, minha querida, todos nós tinhamos saudades dessas tuas palavras que nos enchem o coração. a tua escrita é maravilhosa e repito esta frase quantas vezes forem precisas. e olha, não agradeças porque tu sabes que não é preciso e se fosse necessário, pedia-te, de novo, para voltares a escrever mesmo que fosse preciso insistir horas e horas ou até dias.

    ResponderEliminar
  3. pedi e voltava a pedir, como já te disse! voltaste e foi para ficar, certo? (e agora ai de ti que digas que não!)

    sei que está, meu amor, mas é complicado quando se sente saudades e apenas se tem as recordações da pessoa. OBRIGADA <3

    ResponderEliminar
  4. adoro-te também. continua sempre porque gosto muito da tua escrita <3

    ResponderEliminar
  5. Está lindo, como sempre (:
    Um beijinho grande :*

    ResponderEliminar
  6. oh, olha ando sem vontade para tal amor, sem vontade* perco-a assim tantas vezes. beijinhos <3

    ResponderEliminar
  7. ohm que querida *.*
    mas tu escreves BEM melhor, adoro os teus textos !

    ResponderEliminar
  8. deixa de ser tonta e pára de me agradecer. sabes muito bem que se faço o que faço é porque gostar imenso de ti.

    marcou e não foi pouco, afinal ela foi a minha terceira mãe e muitas vezes fez de primeira! e eu tenho tanto orgulhoso na pessoa que ela era *.*

    mas tem que ser uma permanência que valha a pena ou não? eu sei que estás, assim como eu também estou, para ti.

    ResponderEliminar
  9. Não sou realmente nova, mas preferi começar um a continuar um que já eliminei. Mas obrigada (:

    ResponderEliminar
  10. aii adoro!
    não pares de escrever, por favor. *

    ResponderEliminar
  11. adoro! não pares de escrever, por favor. *

    ResponderEliminar
  12. eu nunca me queixo (A)

    eu tento fazer isso, mas nem sei se, onde quer que esteja, se orgulha de mim!

    mas também não permaneceu por culpa minha, não foi só dele.

    ResponderEliminar
  13. todos nós aqui gostamos de escrever ;D tal como tu *.*

    ResponderEliminar
  14. ~mas está tudo bem contigo minha querida ? andaste muito desaparecida :s

    ResponderEliminar
  15. eu já estive mais ou menos, a minha vida já deu uma reviravolta que nem imaginas :) mas estou bem neste momento e é o que mais importa :)

    ResponderEliminar

Abre o teu coração e exprime-te com as palavras que dele chegam (: